Google+ Followers

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Madeirite Plastificado - Chapas de madeirite

O madeirite resinado e o madeirite resinado tem uma funçaõ muito importante nio meio ambiente ,veja essa reportagem e façam uma análize.
A busca de produtos preservativos e processos de tratamento de menor impacto ao meio ambiente é uma oportunidade de PML que confere à madeira maior durabilidade, pois aumenta a resistência aos agentes de deterioração. Aumentando a durabilidade, os resíduos serão, diretamente, minimizados.
Entre os produtos aplicados a madeira, tem-se o desmoldante, já citado.
Analisando pela madeira, o uso de desmoldante a base de óleo mineral é uma prática inadequada, pois inutiliza o material para reciclagem e dificulta a lavagem para a retirada do óleo, ou seja, o gasto com água e sabão serão superiores. O ideal é alterar essa tecnologia, aplicando o desmoldante biodegradável. Este não necessita ser retirado das fôrmas, pois o mesmo se desfará naturalmente, evitando gastos com energia e água.
E) Madeirite Plastificado ou Resinado
A madeira compensada é um tipo de madeira feita de finas placas entalhadas, também chamada de contraplacado ou madeirite, sendo muito utilizada para a fabricação de formas para concreto. Em comparação com a madeira propriamente dita, que dura em média 2 desformas, os madeirites plastificados ou resinados podem ser utilizados mais vezes – o resinado dura de 4 a 6 desformas enquanto o plastificado dura de 14 a 16 desformas. Por isso, uma oportunidade de PML seria a substituição da madeira convencional por algum dos madeirites.
Entre os madeirites, a viabilidade econômica é maior nos plastificados, pois é possível obter um benefício de até 39% por desforma para uma forma. Além disso, o benefício ambiental também é considerado, já que reduz a geração de resíduos na fonte, evitando desperdícios.
6.4 Energia e Economia co o Madeirite
A energia é um bem visível apenas nos seus efeitos, mas altamente importante na nossa sociedade. Com a alta industrialização e o crescimento populacional o seu uso é cada vez mais intensificado, tendo também seu desperdício crescido em larga escala. Hoje, existem muitas pesquisas em relação às energias renováveis, como a solar e a eólica (ventos). Porém, seu elevado custo de implantação, inviabiliza seu uso em larga escala.
Diante deste aspecto, outras oportunidades de PML podem ser aplicadas na construção civil para minimizar esse desperdício, tanto na obra quanto depois da obra.
6.4.1 Soluções a fim de minimizar o consumo de energia A) Ecodesign ( O Madeirite tem Um papel importante nesse item)
O Ecodesign seria o máximo aproveitamento da iluminação natural através de janelas e portas, proporcionando um menor consumo de energia elétrica. Sua aplicação deve ser estudada ainda no desenvolvimento do projeto, possuindo implantação em indústrias, prédios públicos, comerciais e até mesmo residências. Sua economia chega até 60% de iluminação gasta durante o dia.
B) Gerador Elétrico
O uso de geradores não se torna vantajosa diante da energia fornecida pela Celpe. No entanto, existem os chamados horários de ponta, compreendido entre 17h e 22h. Nesse intervalo, são retiradas 3 horas para adição desta tarifa que supera o custo dos geradores. A tarifa é chamada de Horo-Sazonal, que ainda nos chamados meses secos – Dezembro a Abril -, ainda sofre um acréscimo.
Uma oportunidade de PML seria a utilização de geradores nesse horário, conseguindo uma economia de até 37% ao mês.
C) Placas Fotovoltaicas 
Como foi dito anteriormente, a implantação de placas fotovoltaicas é inviável para obras muito grandes, já que o retorno financeiro de uma placa é em média de três anos. Sabendo que um dos principais vilões do consumo de energia é o chuveiro elétrico, as placas disponibilizadas poderiam ser aplicadas para aquecimento de água, gerando um retorno financeiro mais rapidamente.
7. Conclusão
Após esse estudo, pode-se concluir a importância da produção mais limpa para a minimização de resíduos gerados. É importante ter consciência que a responsabilidade ambiental é um problema a ser enfrentado pelo setor construtivo, sendo possível associar viabilidade econômica e ambiental, a fim de obtermos um desenvolvimento sustentável eficiente e capaz de garantir um futuro melhor.
8. Bibliografia
• Percentual de Resíduos de Concreto http://www.emcondominios.com.br/materias_ver.php?act=ver_&cat=277 http://www.reciclagem.pcc.usp.br/entulho_ind_ccivil.htm
• Desmoldantes http://www.homyquimica.com.br/produto.php?id_item=58&produto=Constru%E7%E3 o%20Civil http://www.denverimper.com.br/produtos.php?id=6 http://www.allquimica.com.br/interna.asp?p=61&s=6
• Aditivo Estabilizador http://www.imperciabsb.com.br/netmanager/imagens/upload/REAPROVEITAMENTO %20DO%20CONCRETO.pdf
• Blocos de Vedação http://www.fazfacil.com.br/reforma_construcao/paredes_blocos.html http://www.advancesincleanerproduction.net/second/files/sessoes/4a/2/R.%20M.%20A breu%20-%20Resumo%20Exp.pdf
• Água http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/133/imprime77956.asp
• Desenvolvimento Sustentável http://www.wwf.org.br/informacoes/questoes_ambientais/desenvolvimento_sustentavel/
• Revista Téchne
• Revista Construção Mercado • Celpe
• Compesa
Fonte:A busca de produtos preservativos e processos de tratamento de menor impacto ao meio ambiente é uma oportunidade de PML que confere à madeira maior durabilidade, pois aumenta a resistência aos agentes de deterioração. Aumentando a durabilidade, os resíduos serão, diretamente, minimizados.
Entre os produtos aplicados a madeira, tem-se o desmoldante, já citado.
Analisando pela madeira, o uso de desmoldante a base de óleo mineral é uma prática inadequada, pois inutiliza o material para reciclagem e dificulta a lavagem para a retirada do óleo, ou seja, o gasto com água e sabão serão superiores. O ideal é alterar essa tecnologia, aplicando o desmoldante biodegradável. Este não necessita ser retirado das fôrmas, pois o mesmo se desfará naturalmente, evitando gastos com energia e água.
E) Madeirite Plastificado ou Resinado
O madeirite ou madeira compensada é um tipo de madeira feita de finas placas entalhadas, também chamada de contraplacado ou madeirite, sendo muito utilizada para a fabricação de formas para concreto. Em comparação com a madeira propriamente dita, que dura em média 2 desformas, os madeirites plastificados ou resinados podem ser utilizados mais vezes – o resinado dura de 4 a 6 desformas enquanto o plastificado dura de 14 a 16 desformas. Por isso, uma oportunidade de PML seria a substituição da madeira convencional por algum dos madeirites.
Entre os madeirites, a viabilidade econômica é maior no madeirite plastificado, pois é possível obter um benefício de até 39% por desforma para uma forma. Além disso, o benefício ambiental também é considerado, já que reduz a geração de resíduos na fonte, evitando desperdícios.
6.4 Energia 
A energia é um bem visível apenas nos seus efeitos, mas altamente importante na nossa sociedade. Com a alta industrialização e o crescimento populacional o seu uso é cada vez mais intensificado, tendo também seu desperdício crescido em larga escala. Hoje, existem muitas pesquisas em relação às energias renováveis, como a solar e a eólica (ventos). Porém, seu elevado custo de implantação, inviabiliza seu uso em larga escala.
Diante deste aspecto, outras oportunidades de PML podem ser aplicadas na construção civil para minimizar esse desperdício, tanto na obra quanto depois da obra.
6.4.1 Soluções a fim de minimizar o consumo de energia A) Ecodesign
O Ecodesign seria o máximo aproveitamento da iluminação natural através de janelas e portas, proporcionando um menor consumo de energia elétrica. Sua aplicação deve ser estudada ainda no desenvolvimento do projeto, possuindo implantação em indústrias, prédios públicos, comerciais e até mesmo residências. Sua economia chega até 60% de iluminação gasta durante o dia.
B) Gerador Elétrico
O uso de geradores não se torna vantajosa diante da energia fornecida pela Celpe. No entanto, existem os chamados horários de ponta, compreendido entre 17h e 22h. Nesse intervalo, são retiradas 3 horas para adição desta tarifa que supera o custo dos geradores. A tarifa é chamada de Horo-Sazonal, que ainda nos chamados meses secos – Dezembro a Abril -, ainda sofre um acréscimo.
Uma oportunidade de PML seria a utilização de geradores nesse horário, conseguindo uma economia de até 37% ao mês.
C)Placas Fotovoltaicas
Como foi dito anteriormente, a implantação de placas fotovoltaicas é inviável para obras muito grandes, já que o retorno financeiro de uma placa é em média de três anos. Sabendo que um dos principais vilões do consumo de energia é o chuveiro elétrico, as placas disponibilizadas poderiam ser aplicadas para aquecimento de água, gerando um retorno financeiro mais rapidamente.
7. Conclusão
Após esse estudo, pode-se concluir a importância da produção mais limpa para a minimização de resíduos gerados. É importante ter consciência que a responsabilidade ambiental é um problema a ser enfrentado pelo setor construtivo, sendo possível associar viabilidade econômica e ambiental, a fim de obtermos um desenvolvimento sustentável eficiente e capaz de garantir um futuro melhor.
8. Bibliografia
• Percentual de Resíduos de Concreto http://www.emcondominios.com.br/materias_ver.php?act=ver_&cat=277 http://www.reciclagem.pcc.usp.br/entulho_ind_ccivil.htm
• Desmoldantes http://www.homyquimica.com.br/produto.php?id_item=58&produto=Constru%E7%E3 o%20Civil http://www.denverimper.com.br/produtos.php?id=6 http://www.allquimica.com.br/interna.asp?p=61&s=6
• Aditivo Estabilizador http://www.imperciabsb.com.br/netmanager/imagens/upload/REAPROVEITAMENTO %20DO%20CONCRETO.pdf
• Blocos de Vedação http://www.fazfacil.com.br/reforma_construcao/paredes_blocos.html http://www.advancesincleanerproduction.net/second/files/sessoes/4a/2/R.%20M.%20A breu%20-%20Resumo%20Exp.pdf
• Água http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/133/imprime77956.asp
• Desenvolvimento Sustentável http://www.wwf.org.br/informacoes/questoes_ambientais/desenvolvimento_sustentavel/
• Revista Téchne
• Revista Construção Mercado • Celpe

Um comentário:

  1. AGUARDAMOS CONTATO E MOSTRUÁRIO FÍSICO DE PRODUTOS COM RESPECTIVAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E TABELA DE PREÇOS, PARA DARMOS INICIO A NOSSA PARCERIA COMERCIAL NO SEGMENTOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL.

    ATT,
    AFONSO RAMOS
    CONST. & IMOB. JMV LTDA.
    (85) 9183.8053 CLARO
    (85) 9943.2223 TIM
    (85) 8873.7444 OI

    ResponderExcluir